Notícias

Voltar

EUA exportaram volume recorde de etanol em 2017 com remessas ao Brasil

08.02.2018

Os Estados Unidos bateram o recorde histórico de exportação de etanol em 2017, puxado pelos embarques para o Brasil. O país exportou 1,37 bilhão de galões no ano (equivalente a 5,19 bilhões de litros), 17% a mais do que no ano anterior, de acordo com dados da Associação americana de Combustíveis Renováveis (RFA, na sigla em inglês) a partir de dados do governo americano.
O volume representou 8,7% de toda a produção americana de etanol, superando o patamar de 2011. Em receita, as exportações renderam US$ 2,4 bilhões, alta de 16% e o segundo maior patamar da História, atrás apenas de 2011.
O Brasil superou o Canadá e foi o maior destino das exportações americanas de etanol, recebendo 33% do volume embarcado, ou 445,7 milhões de galões (1,69 bilhão de litros). Em relação a 2016, o Brasil importou 60% mais etanol americano.
O Canadá foi o segundo principal destino do etanol dos EUA, respondendo por 24% do volume embarcado, seguido da Índia, com 13%, e das Filipinas, com 5%. A China praticamente não importou etanol americano no ano passado depois que Pequim impôs uma elevada tarifa para a aquisição do produto de fora do país.
Por sua vez, as importações de etanol dos EUA somaram 77 milhões de galões (291,48 milhões de litros), o dobro do ano anterior, sendo que 99% saiu do Brasil. O país precisa importar etanol para cumprir com seu mandato de biocombustíveis avançados, preenchido em boa parte pelo etanol de cana produzido no Brasil.
O saldo da balança comercial americana de etanol foi positiva em 1,291 bilhões de galões (4,89 bilhões de litros), também um recorde histórico para o país.